Som Automotivo RJ

A ANÁLISE DO ALTO FALANTE

Vamos falar um pouco de alto falantes

Há muitos anos o alto falante é o único equipamento eletro acústico responsável pela propagação de som sendo que, a ciência ainda não encontrou nada para substituí-lo, mas mesmo assim com o passar dos anos ele evoluiu bastante em termos de materiais de alta tecnologia, tipo de fios - esmaltados de alta temperatura e imãs cada vez mais potentes.

O começo de tudo foi no ano 1820 que ao testar corrente elétrica

 

 

 

Em um fio, o cientista hans cristian oersted viu que quando tinha um imã perto desse fio ele pulssava de acordo com a frequência injetada no fio.

o alto falante na linguagem técnica é chamado de transdutor e também pode ser definido como um motor eletro-magnético pelo seu funcionamento.

hoje as fábricas buscam a perfeição desses equipamentos que são indispensáveis pra quem quer ter um som, seja automotivo ou em som profissional, felizmente nós brasileiros somos privilejiados nesse seguimento.

 

Componentes de um altofalante

Peça polar= responsável por cordenar as polaridades do imã

Imã= responsável pelo campo magnético

Anel ou gap = responsável por concentrar o campo magnético na bobina

Terminal= leva os fios e as cordoalhas até a bobina

Carcaça = a base de sustentação de todos os componentes de um falante

Centragem ou aranha = responsável por centralizar a bobina para que ela se mova para cima ou para baixo

Bobina= responsável pelo movimento de compilância do falante

Cone=de acordo com o peso, densidade e material, faz com que o falante trabalhe em certas frequências de ressonância

Suspensão ou borda= também responsável pela frequência de ressonância de um falante

calota ou protetor= evita que entre sujeira para a bobina e campo magnético.

 

O funcionamento de um altofalante depende também do ambiente que ele vai ser usado, ou seja, ambiência. existem vários tipos de falantes para todos os tpos de ambientes e em consequência, há vários tipos de caixas acústicas. cada tipo de caixa é projetada para um falante especifico e ambiente adequado, tanto para som automotivo quanto para som profissional. 

As litragens de caixas também podem variar muito, depende pra que vai ser usada. exemplo: se você quer graves mais longos e homogêneos tem que usar caixas com litragens mais altas, tipo seladas, se quer graves mais curtos e agressivos em frequências mais altas com os movimentos mais rápidos do alto falante terá que usar litragens mais baixas em caixas dutadas .

Existem vários tipos de caixas dutadas, as caixas dutadas tem seu máximo desempenho determinado pelo tamanho do seu duto sintonizado para uma frequência específica , essas caixas servem também para competir em campeonatos de som porque tem um alto rendimento em frequências fixas gerando altos níveis de spl ou nível de pressão sonora .

no próximo artigo iremos falar de caixas, fórmula de litragem e sintonia de dutos .

 

 

FLAVIO OVERLOUD SANTOS

 

FONTE: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10203246459150140&set=a.2000298974987.124932.1468943608&type=1

 

Você está aqui: Logo Marcas Orisite Demo Category Noticias do Som Automotivo A ANÁLISE DO ALTO FALANTE